@ tainah negreiros

domingo, 24 de junho de 2007

Esses dias

O que eu faço com os meus passos pesados pela cidade? Andei reparando no meu andar por aqui e nossa, é pesado, arrastado. Eu me assusto e o meu caminhar carrega o meu querer e o meu assombro por uma cidade que dia após dia não é mais minha. Não sei bem se um dia ela foi, não sei, mas já me senti à vontade, já vivi a cidade, do meu jeito meio torto, mas vivi. Aprendo a fazer oração, e eu faço, sozinha na rua eu falo em um deus como se ele fosse meu, eu ameaço chorar, silencio. Não é fácil, não é fácil querer, sei que não é.

Eu ainda vou falar muito o nome dele sozinha até lá.

2 comentários:

Lucy disse...

ela também nunca foi minha

;*

Sanmya disse...

veja você!


onde foi que isso foi desaguar
=*