@ tainah negreiros

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

meu pai deu livros seus
livros importantes
e deu uma briga lá em casa
"como assim, pai? eu sou historiadora
e você dá os livros de filosofia?"
Fiquei zangada
mas eu sabia e baixava o tom
pensava nele
nesse senso de partilha que ele tem
de quem queria ter mais pra poder dar- ele já me disse
pensei na eternidade disso
como as palavras do livros que ele deu
que seguirão andando sozinhas
na cabeça de quem encontrar com elas

3 comentários:

nadasou disse...

bonito. muito bonito.

Lisa Alves disse...

é um passe adiante... a torcida é que o outro saiba desfrutar dos mundos dentro da filosofia. é a oportunidade de sair da Terra. :)

hildinha disse...

ADORO DAR UMA PASSADA POR SEU BLOG - A SENSIBILIDADE COM QUE VOCÊ DESCREVE OS FATOS SÃO TÃO TOCANTES! E VAI AUMENTANDO MINHA ADMIRAÇÃO POR VOC~E, E PELA MANEIRA QUE AS COISAS ACONTECEM EM SUA CASA... ESSE DESPREENDIMENTO DO "TER" É TÃO ESPECIAL. - "SER" É O PONTO ALTO DE VOCÊS E É TÃO RARO ESSE VALOR ATUALMENTE!
VOC~ES ESTÃO DE PARABÉNS.
BEIJÃO.