@ tainah negreiros

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008


às vezes tenho medo da melancolia que a distância dos passarinhos pode me trazer
vivo os passarinhos como nunca
e penso num plano
eu e ele numa casa que por perto hajam os pequenos
pra gente ampliar todo dia
é que às vezes a vida empurra pra apequenar
mas os passarinhos
nos ampliam e ampliam

me ensinaram isso de crescer pro que é pequeno em tamanho
como eu gostei disso
tanto tanto
é um romantismo que sempre tive e manoel me lembra
amar tanto arthur me traz
essa beleza de divinar a vida

5 comentários:

Sanmya disse...

ainda bem
isso me conforta
hope!

Clarinha disse...

eu queria comentar algo.
mas só consegui pensar:
ooooooooooown.

Lucy. disse...

passarinhos, sempre no diminutivo, e no entanto eles voam no céu, e como é grande!

Cacau disse...

Lindo, lindo os vôos dos passarinhos.
E seus textos são profundos que afunda em mim.

Luciana Marinho disse...

entre uma palavra e outra, entre um fonema e outro de teu texto-poesia dá para ouvir a melodia dos passarinhos. e o céu só é grande porque eles têm asas. quando descobrimos que nosso céu íntimo abriga esses seres alados, aprendemos a voar também :)

"Eu queria crescer para passarinho."

manoel de barros